sábado, 29 de setembro de 2007

E um dia você aprende que...


"Depois de algum tempo você aprende a sutil diferença
entre segurar uma mão e acorrentar uma alma,

E você aprende que amar não significa apoiar-se
e companhia não quer sempre dizer segurança,

E você começa a aprender que beijos não são contratos
e presentes não são promessas.

E você começa a aceitar suas derrotas
com sua cabeça erguida e seus olhos adiante,
com a graça de adulto, não a tristeza de uma criança,

E você aprende a construir todas as estradas hoje
porque o terreno de amanhã é demasiado incerto para planos,
e futuro tem costume de cair em meio do vôo.

E depois de um tempo você aprende
que até mesmo a luz do sol queima se você ficar exposto por muito tempo.

Então você planta seu próprio jardim e enfeita sua própria alma,
ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende que você realmente pode resistir...
que você realmente é forte e que você realmente tem valor

E você aprende e aprende...
com cada adeus, você aprende."

EEhh... e isso tudo aí em cima é a mais pura verdade! Só que o mais chato é quando você demora pra aprender...

3 comentários:

Rodney Hanter Porlok disse...

AHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!
Esse texto é tão...
tão... tão... ahhhhhhh!
LOL...
Enfim, esse texto já deu... ¬¬
Tá na hora de reciclar algumas idéias... hehehe
Mas a foto tá tão interessante... a carinha do feliz... parece até que... não sei... só sei que foi assim...
Ah, e ontem eu entrei no meu blog com a discada, não é tão ruim assim, só trava um pouco... ^^
Enfim... é isso... um dia eu posto aqui...

Mokitty disse...

A gente sempre está aprendendo...
Algumas dessas linhas que escrevemos daqui três anos podem memso parecer tão tolas e erradas... aprendemos, também, porque mudamos.

Rodney Hanter Porlok disse...

ATUALIZAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!
Pressão, pressão, pressão, pressão, pressão, pressão, pressão... xD